Renascer: a vida tem amor 

Renascer

“Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no Reino de Deus.”( Jo, 3)

Essas foram as palavras de Jesus Cristo a Nicodemos, um líder religioso entre os judeus, quando este veio falar com o mestre em uma noite singular. 

O fenômeno espiritual apresentado por Jesus não foi compreendido por Nicodemos. “Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez?”.” (Jo 3,4). As palavras de Jesus inquietam e confundem o coração de Nicodemos. 

Assim como Nicodemos, há um grande número de cristãos que não compreendem essa expressão. Ao ouvi-la, logo pensam: “Você precisa ficar bem de novo.” Como se fosse apenas um estado do corpo. Comumente, após um trágico acidente ouvimos pessoas dizerem “fulano, nasceu de novo”.  Muitos de nós, entendemos que não estamos mortos espiritualmente, mas simplesmente doentes. 

É por essa razão que Jesus disse a Nicodemos: “Necessário vos é nascer de novo” (Jo 3,7). Os espiritualmente mortos não podem entrar na santa presença de Deus. “quem não nascer de novo, não poderá ver o reino de Deus” (Jo 3,3). Para ver o reino de Deus, então, o natimorto espiritual deve ser trazido à vida. Deve haver uma ressurreição espiritual.

A questão é que, você e eu e todas as outras pessoas nascemos mortos – mortos em pecado (Ef 2,1). Nós nascemos mortos porque herdamos a natureza de nosso representante Adão. O apóstolo Paulo nos ensina que “por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram” (Rm 5,12).

O que é preciso para RENASCER? 

Nascer de novo significa permitir que Deus tire o nosso coração duro e nos dê um coração novo: eu vos darei um coração novo em vós porei um Espírito novo; tirarei do vosso peito o coração de pedra e vos darei um coração de carne. Dentro de vós colocarei meu espírito, fazendo com que obedeçais às minhas leis e  sigais e observais meus preceitos”. (Ez 36, 26-27) 

Aqui está um ponto fundamental para que possamos RENASCER em Cristo. Com esse diálogo com Nicodemos, Jesus indica que essa ação somente é possível através da Soberania do Espírito Santo. Assim, como nós não tivemos controle do nosso nascimento físico, nós não temos controle do nosso nascimento espiritual.

Mas, é importante dizer que para que essa obra se realize em nossa vida é preciso que haja um desejo ardente e abertura de coração. Ao traçarmos um perfil de Nicodemos, vemos que era um fariseu importante, um mestre em Israel, doutor da Lei, conhecedor da palavra e ocupava uma posição proeminente. Tanto que, Jesus se admira com a sua incompreensão: “Tu és Mestre em Israel e não compreendes estas coisas?”

Mas, Nicodemos aproxima-se de Jesus desejoso de saber como ingressar nesse mundo novo de que falava o Mestre. 

Essa passagem fala, particularmente, muito ao meu coração. Como é lindo ver esse diálogo entre Jesus e Nicodemos e a transformação feita em sua vida a partir desse encontro. 

RENASCER, dói? 

2022 foi um ano, para todos nós, membros da Comunidade Pantokrator, marcado por essa passagem: “Necessário vós é nascer de novo” (Jo 3,7).

Gosto de comparar a minha experiência com uma das transformações que conhecemos bem: é a metamorfose (transformação) da lagarta quando vira borboleta. Sua transformação ocorre em quatro fases: O ovo, a larva (lagarta – fase jovem), a crisálida ou pupa (casulo) e borboleta (fase adulta).

A pupa e até mesmo a larva, não têm uma aparência agradável. O corpo é semelhante a uma minhoca, sem cor, sem definições externas. Não há beleza em uma larva! Em nada ela se assemelha ao que vemos voando de flor em flor, com tanta beleza. Mas até chegar ao clímax em que a linda borboleta sai voando, o processo pelo qual ela passa é doloroso. 

Assim, como o processo de metamorfose das borboletas é o que ocorre conosco. Ao permitimos esse RENASCER pela soberania do Espírito Santo, Jesus adentra as nossas misérias, fragilidades, pecados e “sujeiras” e escreve uma nova história. Ele nos redime com Seu amor poderoso e Sua misericórdia Se rebaixando à nossa estrutura de filhos para nos elevar. Aquele que era “lagarta” passa a ser “borboleta”.

E, permita-me te dizer: é fácil suportar essa transformação e RENASCER em Cristo? Não é! Pois toda mudança causa dor, sofrimento; dói muito. Assim como para a lagarta não é fácil ficar dias presa no casulo escuro e apertado, assim nós vivemos essa experiência de dias sofridos. Mas, posso te assegurar que vale muito a pena esperar esse tempo e ser transformada em uma criatura deslumbrante. 

Que assim como Nicodemos, que tenhamos os nossos corações desejosos e ardentes para esse novo que Deus deseja operar na minha e na sua vida.

Que possamos nos despojar do homem velho, e deixar essa metamorfose acontecer em nossas vidas, nos transformando em nova criatura. “Quando alguém está em Cristo, torna-se uma pessoa totalmente nova por dentro (Nova Criatura). Já não é mais a mesma pessoa. As coisas antigas já passaram e teve início uma nova vida!” (2 Co 5,17). 

Que Deus os abençoe. 

Erika Tartari
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies