Eu creio no Senhor Jesus

Isaías 61,1-3 – “O Espírito do Senhor repousa sobre mim, porque o Senhor consagrou-me pela unção; enviou-me a levar a boa-nova aos humildes, a curar os corações doloridos, a anunciar aos cativos a redenção, e aos prisioneiros a liberdade; a proclamar um ano de graças da parte do Senhor, e um dia de vingança de nosso Deus; a consolar todos os aflitos, a dar-lhes um diadema em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de vestidos de luto, cânticos de glória em lugar de desespero”.

Este trecho que lemos em Isaías 61 é proclamado por Jesus assim que Ele inicia Sua vida pública (cf. Lc 4,14-19).

O Senhor Jesus foi enviado ao mundo pelo Pai para: “levar a boa-nova aos humildes, a curar os corações doloridos, a anunciar aos cativos a redenção, e aos prisioneiros a liberdade; a proclamar um ano de graças da parte do Senhor, e um dia de vingança de nosso Deus; a consolar todos os aflitos, a dar-lhes um diadema em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de vestidos de luto, cânticos de glória em lugar de desespero”.

Cristo veio para realizar toda essa obra em nossas vidas: anúncio da boa-nova, cura, libertação, graças, consolo, alegria, esperança… Ele é Poderoso para realizar tudo isso em nós!

Podemos nos perguntar o motivo pelo qual muitas vezes nós não conseguimos enxergar a obra de Cristo em nossas vidas; por que essa obra não se concretiza em nós?

Em muitos relatos do Evangelho nós vemos que Cristo, ao curar ou libertar uma pessoa, diz: “A tua fé te salvou!”, como em Lucas 18,42, por exemplo.

Em Mateus 13,58, lemos: “E, por causa da falta de confiança deles, operou ali poucos milagres.”

Existe uma condição para que Cristo realize Sua obra em nossas vidas: a fé!

“A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê” (Hb 11,1).

Precisamos crer em Cristo, crer em Seu poder, crer no que Ele pode fazer, crer que Ele pode “fazer em minha vida”.

Na ocasião em que Jesus leu essa palavra do livro do Profeta Isaías, qual foi a resposta daqueles que O ouviam?

“Todos lhe davam testemunho e se admiravam das palavras de graça, que procediam da sua boca, e diziam: “Não é este o filho de José?” (Lc 4,22).

Os que ouviram o Senhor, se admiraram, mas não creram.

Não podemos ser homens e mulheres que se admiram do que Deus fala, mas que não creem em Seu poder, no que Ele pode fazer, sob a pena de não vermos em nossas vidas a ação do Deus Poderoso.

Deus não quer que sejamos meros admiradores de Sua Palavra, mas homens e mulheres que creem na Palavra, na Sua força transformadora.

Os que creem, ao ouvirem o anúncio da Palavra, dizem: “Eu creio que esta Palavra é para mim. Creio que o Senhor pode curar meu coração dolorido, me libertar de minhas prisões, derramar graças sobre minha vida, me consolar em minhas aflições, transformar meu luto em alegria e me encher de esperança!”

Creiamos no Senhor Jesus e na força de Sua Palavra e provemos em nossas vidas a transformação que Ele pode realizar em nós.

 

Edvandro Pinto
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

 

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

São Bento

É um Santo com uma história fascinante, muito admirado, mas pouco vivido. Para muitos, seus ensinamentos não são mais atuais, ficou para seu tempo. Mas

Leia mais »
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies