Como vencer o vicio de murmurar?

murmurar

“Murmuraram contra Moisés e contra Aarão todos os filhos de Israel, dizendo consigo toda a assembleia: “Antes tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto!” Mas, tanto como Eu sou vivo e a glória do Senhor enche a terra inteira, é certo que nenhum destes homens que viram a minha glória e os sinais que Eu realizei no Egito e no deserto, que me provocaram já dez vezes e não ouviram a minha voz, nenhum verá a terra que Eu prometi com juramento a seus pais; nenhum dos que me desprezaram a verá. (Num 14,2.21-23)”

Murmurar: o que é isso que tanto ouvimos? Do latim, murmurare: dizer em voz baixa; falar contra alguém ou algo; dizer mal; maldizer; conceber mau juízo; conversar difamando ou desacreditando; soltar queixume; lastimar-se em voz baixa; apontar faltas; censurar ou repreender.

Murmurar é um ato de reclamar, mas em voz baixa. Por que falamos em voz baixa? Vamos entender melhor esse sentido.

Louvar é render Glória a Deus e Deus é digno e merecedor de toda glória. Ele É (cf Ex 3,14) e nós não somos, ponto! A Ele rendemos nossas melhores palavras e nossos atos. E fazemos em alto som ou mesmo em gestos que quem os vê facilmente identifica.

A murmuração é o contrário do Louvor. Enquanto no louvor rendemos glória a Deus e agradecemos Seus feitos, na murmuração reclamamos de Deus. Como no fundo sabemos que Deus é Deus e nós somos Nada, falamos “nas entrelinhas”, em baixa voz. Semelhante quando crianças que reclamamos de nossa mãe enquanto ela está brava. Reclamamos, porém, baixinho…vai que ela ouve, não é? Ou mesmo quando ganhamos um presente e agradecemos (com sorriso amarelo) e baixinho reclamamos, pois não era o que queríamos.

Muitas vezes queremos casa, carro, namorado, filhos, um bom trabalho… enfim, coisas justas e lícitas. E, por vezes, recebemos sofrimento e dor. Assim como, quando crianças, queremos doces e sobremesas e nossos pais nos trazem brócolis, chuchu e arroz. São coisas para o nosso crescimento que, quando bem vividas, nos deixarão fortes para receber os gozos (as sobremesas, que têm sua importância, mas também tem seu momento adequado).

Como lutar contra a murmuração?

A grande arma contra a murmuração são Louvor e o Coração Agradecido. Que parecem a mesma coisa, mas não o são. Um leva ao outro.

Aquele que Louva exalta a Glória de Deus, assume sua pequenez e contempla as maravilhas que Deus fez: uma linda Lua cheia; uma chuva que cai na cidade após dias de calor; um delicioso mousse de café; uma promoção no trabalho; uma nova gestação, enfim… de pequenas à grandes coisas, afinal “todas as coisas são puras para os puros” (Tito 1,15). O louvor nos faz contemplar as maravilhas de Deus e nosso coração fica agradecido.

O Coração agradecido mantém uma positividade e alegria nas situações da vida (não num positivismo ou em um Polianismo ). Se perdi o ônibus, Deus me livrou de algo ou me alertou que devo sair mais cedo de casa. Porém, isso não acaba com meu dia, pois Deus deu o dia. Se perco um ente querido, tenho a certeza do céu e a busca pelo mesmo para encontrar essa pessoa e a alegria (em meio a dor da perda) de ter convivido com essa pessoa.

Enquanto o louvor atrai as bençãos de Deus, a alegria dos justos e a satisfação da alma, essa reclamação em baixa voz atrai o inverso: ela é a “louvação” dos infernos; o clamor dos impiedosos enche o cálice da cólera de Deus.

O murmúrio apresenta um coração mal agradecido, insatisfeito e rebelde. Sempre precisamos de coisas, bens ou saúde. No entanto, Deus nos dá diariamente o dom da vida, a oportunidade de um dia de vida justa e santa, mais um dia para render a Glória devida a Ele.

Como uma criança que tem vários brinquedos e reclama por mais ou um adulto que muito tem em sua vida, mas é mesquinho a dividir com outros, assim é o coração do murmurador: cheio de insatisfação com seu Criador.

O Louvor abre as portas do coração, a murmuração encarcera o coração;
O Louvor destrava as bençãos de Deus, a murmuração abre um “guarda-chuva” espiritual, afastando-nos da chuva de bençãos;
O Louvor é o canto dos Livres, a murmuração o choro dos Presos;
O Louvor atrai alegria e felicidade, a murmuração tristeza e rancor;
O Louvor nos embriaga do gozo divino, a murmuração envenena a taça do sabor da vida;
O Louvor é o canto dos Filhos de Deus, a murmuração o resmungo dos condenados;
O Louvor é a marca da Filiação Divina, a murmuração a marca do afastamento de Deus;
O Louvor leva nosso coração a Deus, a murmuração leva nosso coração ao Demônio;
O Louvor é o verbo da Vida, a murmuração é a Mentira da Alma;

Por fim, no Coração agradecido reside o Louvor. No Louvor, a presença de Deus. E com a presença de Deus … o que há de ser ruim?

“Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A angústia? A perseguição? A fome? A nudez? O perigo? A espada? Realmente, está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia inteiro; somos tratados como gado destinado ao matadouro (Sl 43,23). Mas, em todas essas coisas, somos mais que vencedores pela virtude daquele que nos amou. Pois estou persuadido de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potestades, nem as alturas, nem os abismos, nem outra qualquer criatura nos poderá apartar do amor que Deus nos testemunha em Cristo Jesus, nosso Senhor.”(Rom 8, 35-39).

[1] Referencia a “Pollyanna” de Eleanor H. Porter lançado em 1913.

Leonardo Pataro
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Livro

O Livro que eu sou

Hoje te convido a uma viagem especial, descalce os sapatos e deixe-se levar na estrada das palavras desta breve reflexão. Imagine que seus pés caminham

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies