Mais 20 ambulâncias do Samu vão reforçar atendimento na região serrana do Rio

O Ministério da Saúde vai enviar mais 20 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para reforçar a assistência à população atingida pelas chuvas na região serrana fluminense, na semana passada. O anúncio foi feito hoje (22) pelo ministro Alexandre Padilha.

De acordo com ele, os veículos, que serão transportadas do pátio da montadora, em Tatuí (SP), chegam aos municípios de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo na próxima semana e também poderão ser utilizadas por cidades vizinhas.

“Essas ambulâncias chegam na semana que vem, já temos 13 ambulâncias do Samu lá. É uma ação emergencial neste momento, mas que vai ser importante para depois, para que a região tenha um Samu regional estruturado”, afirmou ele, que visitou de manhã vítimas da tragédia internadas na Unidade de Suporte de Emergência (USE), montada no Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte do Rio. Desde o início das chuvas na região, a USE já recebeu cerca de 60 pessoas e 24 permanecem internadas.

De acordo com o ministério, 14 das 20 ambulâncias são unidades de Suporte Básico (USBs), equipadas com oxímetro portátil (para medir de forma não invasiva a porcentagem de oxigênio no sangue e a frequência cardíaca), desfibrilador externo automático e aspirador. As outras seis são unidades de Suporte Avançado (USAs), também conhecidas como UTI-Móvel e têm, além dos equipamentos das USBs, ventilador pulmonar, monitor cardioversor e detector fetal.

Elas vão permitir a cobertura, pelo Samu, de 16 municípios que, após o período crítico, terão bases descentralizadas em Carmo, Bom Jardim, Cordeiro, Cantagalo, Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto, São Sebastião do Alto, Macuco, Cachoeiras de Macacu, Duas Barras e Guapimirim.

O valor total investido na compra dos 20 veículos foi de R$ 2,75 milhões, enquanto o repasse mensal de custeio será de R$ 340 mil. O envio das ambulâncias é resultado de acordo entre os governos federal e estadual para atender às demandas emergenciais.

Ainda segundo informações do ministério, o governo estadual articula com os municípios o remanejamento imediato de profissionais alocados em outros setores de saúde para atuarem no Samu, até que sejam contratados novos funcionários.

Agência Brasil

Tags:

  ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies