Clinica de Aborto fechada em Fortaleza.

Blog Shalom – Carmadélio

O Ministério Público Estadual e a Polícia civil desencadearam, nesta quarta-feira (10), a Operação Exterminador do Futuro, para coibir a prática do aborto. Foram cumpridos 6 mandados de prisão preventiva e 3 de busca e apreensão.

Entre os presos, está o médico e ex-prefeito de Maracanaú, Dionísio Broxado Lapa Filho. A clínica Dionísio Lapa e Associação Beneficente Médica da Pajuçara que funcionavam no distrito de Pajuçara, em Maracanaú, foram fechados.

Dionísio Broxado Lapa Filho era dono de um hospital em Maracanaú e de uma clínica particular no Bairro de Fátima, em Fortaleza.

Estratégia: médico atendia depois das 18h e realizava 5 abortos por dia

Os promotores explicaram que o médico usava de uma estratégia para livrar-se de uma eventual prisão durante o cumprimento de mandado de busca em sua clínica. Geralmente, ele realizava os procedimentos (abortos) após às 18 horas, quando não é permitido por lei o cumprimento de mandados de busca.

Broxado foi preso com mais cinco pessoas. Além do médico, também foram presos Adriana Fernandes Vieira (secretária), Ricardo Henrique de Lima (diretor de hospital), Antônia Deusanira Mota Teixeira (atendente), Francisco José de Lima (Segurança) e José Wilton do Carmo (também segurança).

O último acusado foi preso, em flagrante, por portar arma de fogo e munição, sendo autuado no plantão do 34º DP (Centro).

***

Jorge Ferraz

Na Inglaterra, a Baronesa Mary Warnock disse que, diferente do ouro e da platina, a vida humana não tem valor em si. Esta senhora faz parte da Câmara dos Lordes, câmara alta do Parlamento do Reino Unido.

A frase é de uma profunda estupidez. O ouro e a platina é que não têm valor “em si”. Ao contrário, só são valiosos porque há seres humanos que os consideram valiosos. E, como ex nihilo, nihil, se a vida humana não tivesse valor, nada mais o teria. No entanto, o ouro e a platina são valiosos, não há quem o negue. E, se o são, muito mais valiosos são os seres humanos que conferem valor à matéria inanimada.

Nada surpreendentemente, esta besteira dita pela sra. Warnock não é invenção dela. O Peter Singer diz a exata mesma coisa, apenas mudando as palavras. Como é possível que pessoas de relativa inteligência e importância pública divulguem, aos quatro cantos, opiniões desta natureza e ninguém pareça se importar?

É exatamente pelo fato da vida humana ter valor em si que ela deve ser protegida. E, se nós negamos valor intrínseco à vida humana, abrimos espaço para quaisquer arbitrariedades. Aborto e eutanásia, extermínio de judeus, escravidão de negros – qualquer coisa. Afinal, se tudo for arbitrário e tudo for questão de conveniência, o mundo passa a ser regido pela lei do mais forte. Os judeus, na Alemanha Nazista, não tinham utilidade social suficiente para fazer valer, junto à sociedade alemã, as suas reivindicações de não serem deportados para campos de concentração e, lá, assassinados. Mutatis mutandis, as crianças abortadas também não têm projeção social o bastante para pleitearem, junto às autoridades públicas, o seu não-abortamento.

Se a vida humana não tiver privilégios a ela inerentes, e se tudo for questão de convenções sociais… vale tudo. O limite é a maldade de quem estiver no poder, e a História já deu mostras o bastante de que o ser humano sempre é capaz de se superar em matéria de atrocidades e injustiças.

Na operação “Exterminador do Futuro”, citada na reportagem acima,“[f]oram cumpridos 6 mandados de prisão preventiva e 3 de busca e apreensão”. Entre os presos, o sr. Dionísio Broxado Lapa Filho, médico e ex-prefeito de Maracanaú. Gente graúda, que estava há muitos anos pondo em prática as idéias criminosas de Singers e Warnocks.

O caso é emblemático: mostra-se como uma resposta concreta à “cultura da morte” que permeia o nosso triste século XXI. Mostra que ainda há esperanças. Parabéns às autoridades envolvidas nesta operação.

Tags:

  ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies