A um mês da visita de Obama, mais um enviado dos Estados Unidos desembarca no Brasil Renata Giraldi

A um mês e meio da primeira visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao Brasil, o governo norte-americano envia o segundo emissário para negociar os acordos que deverão ser fechados com a presidenta Dilma Rousseff. Hoje (9) o secretário de Estado adjunto para Assuntos Econômicos, Energéticos e Comerciais norte-americano, Jose W. Fernandez, inicia viagem a Brasília e São Paulo.

A visita de Fernandez ocorre três dias depois de o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, ter vindo ao Brasil. No caso de Fernandez, o objetivo dele é guiar uma delegação que faz parte de um grupo de especialistas norte-americanos e brasileiros denominado Diálogo de Parceria Econômica (em inglês EPD). As informações são do governo dos Estados Unidos.

Os norte-americanos e brasileiros se reúnem amanhã (10), no Itamaraty. Criado em 2007, o Diálogo de Parceria Econômica tem o objetivo de facilitar as discussões entre os Estados Unidos e o Brasil para buscar o avanço econômico. Nas reuniões, será formalizado o memorando para a cooperação entre os dois países para que ambos aproveitem pesquisas desenvolvidas em cada região.

Em seguida, na sexta-feira (11), o secretário participa de um seminário sobre infraestrutura organizado para empresas americanas pelo Conselho Comercial Brasil-Estados Unidos da Câmara de Comércio Americana em São Paulo. A ideia é estimular parcerias para desenvolver projetos relacionados à energia, a petróleo e gás natural.

Na passagem pelo Brasil, na última segunda-feira (7), Geithner conversou com a presidenta Dilma e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, além de empresários. O secretário do Tesouro dos Estados Unidos ocupa o cargo equivalente ao de ministro da Fazenda no governo norte-americano.

Nas reuniões, o norte-americano afirmou que Brasil enfrenta uma carga desproporcional de entrada de capital estrangeiro porque outras economias emergentes estão tentando sustentar moedas subvalorizadas. Geithner também conversou sobre acordos de cooperação financeira bilateral e também as negociações do G20 (grupo que reúne as 20 maiores economias mundiais).

Agência Brasil

Tags:

  ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies