Libertação de dois reféns das Farc deve ocorrer até fim do dia, diz Cruz Vermelha Internacional

O vereador Armando Acuña e o militar Henrique Marinho López Martínez, reféns das Forças Armadas Revolucionárias Colombianas (Farc), devem ser libertados até o final da tarde de hoje (11). A equipe de 22 militares, com o apoio de dois helicópteros do Brasil, saiu do departamento de Caquetá, na região de Florencia (na Colômbia), em direção a dois pontos distintos na selva amazônica para resgatar os dois sequestrados. Os locais para os resgastes foram definidos pelos guerrilheiros.

“Está tudo dentro da previsão, pois a equipe saiu na hora definida, por volta das 8h30 [de Bogotá e cerca de 11h30 de Brasília] e o tempo está ótimo, ajudando bastante. Todas as indicações são bem positivas”, afirmou à Agência Brasil a porta-voz da do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Sandra Lefcovich, referindo-se à segunda das operações de resgate.

Na última quarta-feira (9) foi libertado o primeiro integrante do grupo – o vereador Marcos Barquero. No próximo domingo (13), último dia das operações, será a vez de resgatar os militares Guillermo Solórzano e Salim Sanmiguel. A equipe sairá do departamento de Tolima, na região colombiana de Ibagué, em direção a um local definido pelos guerrilheiros.

As três etapas das operações de resgate contam com o acompanhamento de representantes do governo da Colômbia e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, assim como da ex-senadora Piedad Córdoba e Hernando Gómez e Danilo Rueda, da organização não governamental Colombianos e Colombianas pela Paz.

Para o processo de libertação ser feito, o governo do país assinou protocolos de segurança com as Farc negociados pela Cruz Vermelha e por Piedad Córdoba. Por esses protocolos, ficam suspensas as operações militares – apenas por um determinado tempo – nas regiões onde ocorrerão as libertações.

No entanto, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos Santos, anunciou que vai intensificar o combate à guerrilha colocando 2 mil militares em alerta nas regiões de Huila e Caquetá onde há batalhões dos guerrilheiros. Apesar disso, integrantes do governo informaram que mais 16 reféns deverão ser resgatados em breve. Não há definição de datas, mas as negociações começaram.

Agência Brasil

Tags:

  ●    ●    ●  

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies