Vocação do homem é participar da vida divina, explica Bento XVI

Na primeira Catequese de 2011, Bento XVI destacou as ligações entre o Natal e a Páscoa, bem como a atualidade constante dos mistérios celebrados na Liturgia não como fatos do passado, mas eventos que dizem respeito a todos os homens no “hoje” da história.

O encontro aconteceu nesta quarta-feira, 5, vigília da Solenidade litúrgica da Epifania – que, no Brasil, foi antecipada para o último domingo, 2, para facilitar a participação dos fiéis na celebração.

O Pontífice indicou a vocação de todo o homem:

“A manifestação de Deus é destinada à nossa participação na vida divina, à realização em nós do mistério da sua encarnação. Tal mistério é o cumprimento da vocação do homem”, afirmou.

O Papa disse que o Natal fascina mais que qualquer outra festa da Igreja “porque todos, de algum modo, intuem que o nascimento de Jesus tem a ver com as aspirações e esperanças mais profundas do homem”.

Apesar disso, seria preciso operar uma espécie de “remissão” do revestimento moralista e sentimental do Tempo de Natal.

“A celebração do Natal não nos propõe somente exemplos a imitar, como aqueles da humildade e pobreza do Senhor, a sua bondade e amor pelos homens; mas é, mais que tudo, o convite a deixarmo-nos transformar totalmente por Aquele que entrou na nossa carne. […] A celebração litúrgica do Natal, portanto, não é somente recordação, mas sobretudo mistério; não é somente memória, mas também presença”, afirmou.

Celebração e atualidade

Bento XVI ressaltou que “toda a celebração é presença atual do mistério de Cristo e nessa se prolonga a história da salvação”. Dessa forma, celebrar os eventos da encarnação significa “tornar presentes os mistérios portadores de salvação. Na Liturgia, na celebração dos Sacramentos, os mistérios fazem-se atuais e tornam-se eficazes para nós, hoje”.

O Bispo de Roma explicou que, desde o Antigo Testamento, a presença de Deus foi mediada através de sinais.

“Mas, a partir da Encarnação, acontece algo de desconcertante: o regime de contato salvífico com Deus transforma-se radicalmente e a carne torna-se o instrumento da salvação. […] A manifestação de Deus na carne é o acontecimento que revelou a Verdade na história”.

Natal e Páscoa

O Santo Padre ensinou que o Natal é o começo do mistério central da salvação, que culmina na paixão, morte e ressurreição de Cristo.

“A noite de Natal está, portanto, profundamente ligada à grande vigília da Páscoa, quando a redenção se completa no sacrifício glorioso do Senhor morto e ressuscitado”.

No entanto, ele advertiu que a Encarnação e a Páscoa não estão uma ao lado da outra, mas são os dois pontos chave inseparáveis da única fé em Jesus Cristo.

“Cruz e Ressurreição pressupõem a Encarnação. Só porque verdadeiramente o Filho, e n’Ele Deus mesmo, ‘desceu’ e ‘se fez carne’, morte e ressurreição de Jesus são eventos que se tornam nosso contemporâneos e dizem respeito a nós”, disse.

A audiência

O encontro do Bispo de Roma com os fiéis reunidos na Sala Paulo VI aconteceu às 7h30 (horário de Brasília – 10h30 em Roma).

Na saudação aos fiéis de língua portuguesa, o Papa salientou:

“Saúdo com profunda amizade os peregrinos de língua portuguesa presentes nesta Audiência, particularmente os fiéis vindos do Brasil. Neste início de ano, invoco sobre todos vós as luzes e bênçãos do Céu, para que possais anunciar e testemunhar alegremente, com palavras e obras, a vinda do Verbo que se fez carne. Ide em paz!”.

Fonte: Canção Nova Notícias

Tags:

  ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies