Jesus, vida de minha vida!

“Maria estava junto ao sepulcro, de fora, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se para o interior do sepulcro e viu dois anjos vestidos de branco, sentados no lugar onde o corpo de Jesus fora colocado, um à cabeceira e outro aos pés. Disseram-lhe, então: Mulher, por que choras? Ela lhes diz: Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram!”(Jo 20, 11-13)
Dentro dessa passagem do Evangelho segundo São João podemos encontrar o grande valor da Ressurreição de Cristo em nossas vidas. Quantas vezes já ouvimos falar de Ressurreição, porém, quantas vezes permitimos que essa palavra fecundasse uma transformação em nossa vida?
Maria Madalena tivera um encontro com Jesus, deixando-se tocar; nunca mais sua vida foi igual. Sabia que era olhada por Ele de uma maneira única e que, naquele Olhar, seus pecados haviam sido apagados, suas culpas perdoadas e sua vida transformada.

Maria, mesmo com sua intimidade com Jesus, mesmo caminhando perto do Senhor, seguindo seus caminhos e tocando na Verdade que Ele revelava, neste instante não havia percebido o que realmente significava a Ressurreição. Estava junto do sepulcro esperando encontrar somente o corpo do Senhor, mas, que já havia vencido as trevas da morte. Ela ainda não havia percebido que Jesus vivia, para que ela acreditasse definitivamente que o que era velho havia passado!
Podemos dizer que assim acontece conosco! Muitas vezes, caminhamos com Cristo, conhecemos seus caminhos, seguimos seus passos e até procuramos viver a Verdade que o Evangelho nos revela, mas quando nos deparamos com nossas mortes, nossos pecados, nossas misérias, nossas fraquezas, nossas tristezas, limitações, nossa carne que busca sempre satisfazer os egoísmos, nossa falta de fé e coragem para vencer os desafios que vão aparecendo, nos encontramos na figura de Maria Madalena que ainda não havia entendido que todo velho, que toda morte, que todo choro, tristeza já não existia mais, pela Vida de Cristo!
Em vários momentos de nossa vida, as mortes parecem tão reais, tão claras que não reconhecemos que Jesus vive, forte, vitorioso; e está em pé, pronto a nos levantar. Não entendemos que nossa vida é lugar de ressurreição e que a morte não existe mais, o sepulcro está vazio.
“Dizendo isso, voltou-se e viu Jesus de pé. Mas não sabia que era Jesus. Jesus lhe diz: Mulher, por que choras? A quem procuras? Pensando ser ele o jardineiro, ela lhe diz: Senhor, se foste tu que o levaste, dize-me onde o puseste e eu o irei buscar!”(Jo 20, 14-15)
Diante disso, podemos ouvir de Cristo esta pergunta: Mulher, por que choras? A quem procuras? Por que nos prostramos diante de nossos pecados, misérias humanas que parecem impossíveis de serem convertidas, por que permitimos que nossa fé enfraqueça diante das dificuldades que se apresentam a nós? Acreditamos realmente em Jesus que vive e faz novas todas as coisas? Quem poderia vencer a morte como Cristo fez? Existe algo mais impossível do que vencer a morte? Por que nos rendemos, então, às nossas dificuldades, as nossas tristezas, a tudo o que é morte e trevas, se Cristo já realizou o impossível por nós para que Sua vida fosse a nossa força?
Que Jesus rompa nossa surdez e que possamos ouvi-l’O nos chamar pelo nome! Trazemos o brilho da Ressurreição em nós e nada, nem a morte, nem nossas misérias, nem a dor, nem nossos limites ou nossos pecados poderão nos separar deste amor!
“Diz-lhe Jesus: Maria! Voltando-se, ela lhe diz em hebraico: Rabbuni! Que quer dizer Mestre” (Jo 20, 16).
Agora é a hora! Hora de abraçarmos uma vida ressuscitada com Jesus!
Somos chamados pelo nome todos os dias para reconhecermos e assumirmos, pela voz de Cristo, a vida nova que por Ele já possuímos. Somos chamados pelo nome quando pensamos em fraquejar! Somos chamados pelo nome quando caímos e ao ouvi-l’O, somos capazes de nos levantar… Somos chamados pelo nome quando as pequenas mortes de nosso dia a dia nos fazem afastar da vida de Jesus que é presente, real, concreta… Somos chamados pelo nome quando nos esquecemos quem realmente nós somos e pra que existimos: para experimentar o amor de Cristo e viver este amor testemunhando com nossa vida que Ele ressuscitou e venceu toda morte!
Somos chamados pelo nome para anunciar que Jesus venceu, vence e sempre vencerá em nós e que contemplamos isso concretamente no cotidiano de nossas vidas.
“‘Vai, porém, a meus irmãos e dize-lhes: Subo a meu Pai e vosso Pai, a meu Deus e vosso Deus’. Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: ‘Vi o Senhor’ e as coisas que ele lhe disse.” (Jo 20, 17-18)
Somos chamados pelo nome para também anunciar com nossa vida que Cristo é a Vida de nossa vida, que Ele é capaz de operar maravilhas em nós e que não precisamos mais viver uma vida medíocre, triste, sem sentido, sem solução, sem rumo! Já somos vitoriosos! Cristo nos chamou pelo nome, o velho passou e tudo se fez novo!
Que nossa vida ressuscitada por amor, seja um autêntico anúncio e arraste outros a encontrar em suas vidas, mergulhadas na morte e na escuridão, o lugar da ressurreição!
“Chamastes-me, com uma voz tão forte, que rompestes minha surdez! Brilhastes, cintilastes e logo afugentastes a cegueira!”(1)
Vimos o Senhor! O que era velho passou; tudo se faz novo!!
Que Cristo, pra sempre, seja a Vida de nossas vidas!!

(1) SANTO AGOSTINHO, “Confissões”, Vozes, p.243

Edvane Michelon
Discípula na Comunidade Católica Pantokrator

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies