Você já ouviu falar na Solenidade de Cristo Rei?

Cristo Rei

A Festa de Cristo Rei é uma das festas mais importantes no calendário litúrgico. Nela, celebramos Cristo que é o Rei do universo. Essa solenidade fecha o Ano Litúrgico onde meditamos, sobretudo no mistério de sua vida, sua pregação e o anúncio do Reino de Deus. Essa Festa foi estabelecida pelo Papa Pio XI, por meio da Carta Encíclica Quas Primas sobre a Festa de Cristo Rei, em 11 de dezembro de 1925.

Quando nos voltamos para as Sagradas Escrituras, fica evidente que desde a sua concepção Jesus é anunciado a Maria pelo anjo Gabriel como um rei: “Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim (Lc 1,32-33).

Contudo, quando olhamos para real vida de Jesus Cristo, desde o seu nascimento e ao longo de sua caminhada com os apóstolos, vemos uma forma bem diferente daquilo que se entende ser rei.

Se consultarmos ao dicionário o significado da palavra rei ou até mesmo perguntarmos a algumas pessoas, certamente as respostas serão semelhantes.  Já que o entendimento em torno dessa expressão é comum a todos – monarca, soberano, pessoa que tem poder, aquele que é revestido de realeza.

Fazendo um breve comparativo a Jesus Cristo, vemos que sua realeza é um tanto quanto contraditória.  Todo rei nasce em majestade e esplendor; mas, nosso rei Jesus nasce no presépio, repousado numa manjedoura. Todo rei vive em palácios e ornado de riquezas; já o nosso rei Jesus nasce pobre e morre pobre. Todo rei tem uma coroa; mas o nosso rei, não! O nosso rei, recebe e carrega uma coroa de espinhos. Todo rei recebe um trono para se sentar; mas o nosso rei está sentado no trono da cruz. Todo rei é poderoso, ninguém tem mais poder do que ele; o nosso rei Jesus também tem poder, mas ele não exerce o seu poder mandando e nem tiranizando, mas lavando os pés dos seus súditos.

É lindo ver como a realeza de Cristo é diferente dos parâmetros mundanos. Olhando para a imagem de Jesus diante de Pilatos “enquanto a multidão grita para que ele seja condenado à morte” Jesus responde: “O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é daqui”. O Reino de Jesus não é segundo o modelo deste mundo, não se impõe por guardas, pela força, pelas armas: meu Reino não é daqui! (Jo, 36).

Vemos aqui que a realeza de Cristo nada impõe, não se dá pela força e nem pelas armas, mas pelo amor e misericórdia.  Quando olhamos para todas as realidades e paganização do mundo em que vivemos atualmente, podemos nos questionar: onde está a realeza desse Cristo?

PERMITA QUE CRISTO REINE E HABITE O SEU CORAÇÃO

Querido (a), deixe-me te dizer uma coisa.  É importante ter clareza que o rei manda, governa  e exerce poder somente sob aqueles que estão sob o seu domínio. Deixar Cristo reinar significa colocar-se debaixo do governo de um pai “misericordioso”, que outra coisa não deseja senão a salvação de seus filhos. Ele nos chama para si, toma nossas dores e nos ensina o caminho correto para a felicidade: “Aprendei de mim”, diz o Senhor, “e achareis repouso para vossas almas”.

Antes de qualquer coisa, Deus deseja habitar e ser Rei dos nossos corações. Aqui, o nosso coração representa a nossa vontade. Deixar que Jesus reine significa deixar que a Sua Vontade prevaleça e governe a nossa existência.

Celebrar Jesus Cristo Rei do Universo na dinâmica do mundo em que vivemos requer radicalidade e  fidelidade. Precisamos ir ao contrário daquilo que o mundo nos propõe, a exemplo do reinado de Cristo quando dizia “meu reinado não é desse mundo”.  Assim como ele, nós estamos nesse mundo, mas não somos desse mundo.

Considero, particularmente lindo um trecho em nossa regra de vida, onde o nosso fundador André Botelho nos propõe dentro da missão profética do carisma, vivermos a ação recapituladora no mundo, ele diz o seguinte: “no mundo soberbo, queremos ser obedientes, no mundo materialista, queremos ser pobres; no mundo hedonista, queremos ser castos; no mundo individualista, queremos ser fraternos; no mundo racionalista, queremos ser místicos, no mundo egoísta, queremos amar.

Quando olhamos para essa proposta, parece tudo tão contrário, tão louco, não é mesmo?! Mas, declarar que somente Cristo é o sentido último de tudo e de todos, que somente Cristo é definitivo e absoluto. Proclamá-lo Rei é dizer que não nos submetemos a nada nem a ninguém, a não ser ao Cristo; é afirmar que tudo o mais é relativo e menos importante quando confrontado com o único necessário, que é o Reino que Jesus veio trazer. Num mundo que deseja ridicularizar Jesus, que deseja esvaziar  o Evangelho,  tornando Jesus alguém inofensivo e insípido, diante dos tantos “reis” que tem se levantado querendo modificar as leis e ditando novas regras, cabe a cada um de nós rejeitar o projeto pagão do mundo atual e proclamar:

“ Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia. Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão nos céus, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz.  (Cl, 1, 17-20).

Que nesta Solenidade possamos olhar para Cristo e ao seu exemplo encontrarmos também coragem de ir contracorrente aos valores que são contrários à nossa fé. Que Possamos proclamar ao mundo e ser sinal vivo desse Cristo que venceu a morte e é Rei – soberano, majestoso e glorioso sobre todas as coisas.

Deus abençoe você!

Erika Tartari
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Livro

O Livro que eu sou

Hoje te convido a uma viagem especial, descalce os sapatos e deixe-se levar na estrada das palavras desta breve reflexão. Imagine que seus pés caminham

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies