Sua cruz está pesada ?

Nossa cruz só pesa demais se a levamos sozinhos. Temos aceitado a ajuda do Senhor? A cruz de Cristo só Ele podia levar, mas teve Cirineu que o ajudou por um momento. O peso dos nossos pecados foi o que Jesus quis carregar por amor a nós, para nos livrar de sua escravidão. Ele lutou até o fim e venceu! E nós? Qual postura tomamos diante da nossa cruz?

“Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei. Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu fardo é leve.” Mt 11, 28-30

Convido à reflexão sendo a cruz o nosso próprio caminho de conversão

Muitas vezes relacionamos cruz somente com sofrimento e morte, porém não é por isso que temos um crucifixo! Não contemplamos ali o fracasso de um homem torturado até a morte, mas a vitória de Deus que em Seu amor incomparável quis tomar a carne humana para poder morrer por amor a nós, vencer a batalha que nos era impossível ser vencida! Contemplamos vitória, a vitória do amor, a vida que vence a morte e é essa a marca do cristão.

Toda cruz em nossa vida é caminho para a vitória, nosso processo de conversão tem como objetivo a vida eterna, a felicidade eterna em nossa união com Deus.

Nossa cruz é um bem necessário, essencial para nossa adesão à salvação que Cristo veio nos trazer, não um mal que não podemos evitar.

“Se alguém quiser vir após mim, renegue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-me.” Lc 9,23

Penso que nossa cruz tem o nosso nome e não o nome de outra pessoa

Não vejo a cruz como uma pessoa com quem tenho que conviver ou como uma situação desafiante que tenho que enfrentar, mas entendo que essas realidades não são somente para minha própria conversão, sendo assim, a cruz tem meu nome, é para mim, é minha.

“Se quiser vir após mim, renegue-se a si mesmo”. Esse renegar-se penso como sendo nossas próprias percepções erradas sobre nós mesmos e sobre a vida, deixar-se guiar por Cristo, a Verdade!

Nossa história está marcada por muitas percepções enganosas sobre os fatos, desde nosso nascimento e em muitos casos até antes dele. Vamos sentindo a vida e registrando as emoções sem conhecimento da verdade dos acontecimentos. Isso faz com que nossos registros sejam vulneráveis e imprecisos, traumáticos tantas vezes, mentirosos, ilusórios…

Em nosso inconsciente registramos mentiras como se fossem verdades e acumulamos confirmações enganosas ao longo da vida; o inimigo da nossa alma é mestre em nos fazer acreditar em mentiras que nos maltratam e ferem, que distorcem e caricaturam nossa verdadeira imagem.

Quando nos deparamos com a Verdade que é Cristo, percebemos o quanto estamos vivendo sob a perspectiva do maligno que envenena nossas percepções de nós mesmos, do outro e das situações que vivemos.

Acredito que renegar-se é abandonar a mentira que nos leva à morte e aderir à Verdade que nos traz a vida, ir de encontro a nossa verdade, à nossa essência, renunciando nossas distorções, caprichos, desejos desviados, autoimagem enganosa.

É preciso acreditar que sou imensamente amada(o) e que existo por um propósito Divino!

“Tome cada dia a sua cruz e siga-me”. Tomar a cruz a cada dia, nesta reflexão, entendo como a adesão ao processo de conversão contínuo que precisamos viver. Para quê seguir Jesus?

Creio que TUDO o que uma pessoa precisa na vida é de AMOR, saber-se e sentir-se amada, saber amar.

“Nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem para conosco. Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele.” 1Jo 4,16

No amor está nossa verdadeira felicidade. A maior e mais importante cura que precisamos só o amor pode realizar. E só o amor pode nos impelir, nos sustentar e nos atrair em nossa jornada de conversão nesta vida, quaisquer outros motivos nos abandonam no caminho.

Nossa cruz tem o peso sob medida, é exatamente o que precisamos viver. Nos incomoda quando nos acomodamos, deixando-a de lado, e se torna mais pesada se a empurramos para frente, adiando a conversão. Nenhuma vantagem temos nisso.

Quando vivemos carregando nossa cruz no seguimento de Jesus, passamos a amá-la e carregá-la com alegria, pois sabemos por quem a levamos e onde ela nos levará. Teremos desafios, sofrimentos e diversos outros incômodos, porém não paremos neles, não reclamemos, pois temos um Deus que não nos deixa sós, que nos alivia o fardo e o jugo, que luta por nós! Nele venceremos quaisquer desafios, pois o objetivo sempre será nossa conversão, nossa purificação e abraçando nossa cruz, com fé, só temos a ganhar!

“Vivei sempre contentes. Orai sem cessar. Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo: abraçai o que é bom. Guardai-vos de toda espécie de mal. O Deus da paz vos conceda santidade perfeita. Que todo o vosso ser, espírito, alma, corpo, seja conservado irrepreensível para a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo! Fiel é Aquele que vos chama, e o cumprirá.” 1Tes 5,16-24

 

Rosana Vitachi 
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies