Redes Sociais, ajuda ou atrapalha? 

Redes Sociais

Muitas pessoas passam horas diante das redes sociais, vendo feed, trabalhando, postando stories, tudo é motivo para dar like e ser notado, nem que seja por alguns segundos. 

Vivemos no mundo das mídias, dos tempos modernos, onde tudo vira concorrência, notícia, venda, moda, vídeo e podcast.  Isso porque traz para os nossos dias, sem ao menos perceber, correria, agitação, falta de tempo, tendo que ser tudo muito rápido, ágil e de ótima qualidade. Afinal, queremos tudo pronto para ontem. 

As redes sociais, são sim, meios de comunicação mais usados hoje em dia, e trazem para centenas de pessoas benefícios. Alguns conseguiram ter uma renda extra, ser conhecidos, fazer carreira, sustentar famílias. Conseguir através dela alcançar milhares e milhares de pessoas com evangelização, ver um parente que mora longe, namorar, fazer amigos, cursos. 

Olhamos ao nosso redor e nos perguntamos, como as pessoas que viveram no século passado, conseguiram viver sem ela? Como é estranho olhar e imaginar que as pessoas passavam horas atrás de uma cabine telefônica, que mal tinham televisão, celulares, jogos, não é verdade? 

O mundo moderno trouxe para cada um de nós essa dinâmica, essa mágica, basta percorrer os dedos na tela de um celular e tudo está ao meu redor em questões de segundos. Como fazer um mundo da correria parar? Saber esperar? 

E como demonstrar que estamos extasiados de felicidade sem registrar? Ou como tirarmos apenas uma foto se não nos enquadramos muito bem? Perguntas essas que, olhando de fora das situações, nos torna fantoches dos outros, das imagens e de nós mesmos. Somos induzidos e seduzidos, por fake News do século XXI e nem se quer nos irritamos com isso, fazemos de quaisquer mentiras, nossas próprias verdades. 

As felicidades das redes sociais existem? Ela conseguiu nos unir ou nos afastar?
Até que ponto isso chega a ser lícito? 

Rede sociais e a vida espiritual

Tudo eu posso, mas nem tudo me convém (I Coríntios 6,12)

Essa frase está na bíblia sagrada Paulo de Tarso é que a proclama, no significado que tudo nos é permitido, somos livres para fazer nossas escolhas, mas nem tudo nos fará feliz, nem mesmo sadios, mesmo que sejam coisas lícitas, nem tudo nos é permitido. 

As redes sociais são um meio de comunicação bom, favorável, mas sempre que algo passa do essencial, vira exagero, podemos perder quem somos. Quando ela chega ao ponto de distanciar do afeto físico, de nos fazer isolar, viver em um mundo só nosso, e vestir uma máscara que somos felizes o tempo todo. Mora aí um grande perigo. 

Começamos a querer estar bem sempre, queremos agradar a tudo e a todos, perdemos nossos gostos, nossa essência, quem somos, e passamos a nos tornar quem as pessoas gostariam que fossemos. Assim, diante dessas situações, o que é lícito, passa a nos fazer mal internamente e externamente. 

É hora de fazermos uma pausa e refletirmos.

Estamos tendo uma vida de oração? Por quantas horas no dia, ficamos conectados? 

Se coloque a pensar se não está sendo um exagero, e ultrapassando limites, o seu limite. Tem buscado a Deus, ou se tem buscado por horas vídeos engraçados, pornografias, sensualidade, vaidades? Se tem passado horas fugindo das suas verdades, de quem você é, e tem sofrido com ansiedades, vazios e busca pelos prazeres? 

Estamos nos tornando máquinas, e um mundo que é necessitado por seres humanos. Pessoas que se coloquem no lugar das outras, que queiram ajudar, aconselhar, ser gentil, olhar nos olhos uns dos outros, e simplesmente escolheram amar. A vida nas redes sociais podem trazer prazer, mas nem sempre alegrias verdadeiras, traz o raso mas não o profundo, traz a imagem, mas nem sempre a verdade. 

Temos tempo para estarmos conectados com o mundo, mas esquecemos ou não temos tempo de nos conectar com Deus. O primeiro despertar das nossas manhãs é o deslize no smartphone, no celular, ou invés de ser um agradecimento a Deus, uma oração, um bom dia ou sorriso no 

Precisamos voltar à essência de quem somos, e fechar a porta do nosso quarto, fazer uma oração e dar like, para aquele que simplesmente ama e deu a vida por nós. Ele pode estar esperando você terminar de postar mais um stories, fazer mais uma publicação, deixar de olhar para tela do computador, do smartphone, para que então lembre-se de olhar para ELE. 

Te convido a terminar de percorrer esse texto e ir para o seu quarto a se encontrar com Ele, deixe que Ele te mostre, te seduza para as coisas Dele. Te traga para perto, para sua casa, para o seu lar. Deixa ele te ensinar o que é bom nas redes sociais, e talvez ele queira até te usar nela, como canal de graça Dele, para as pessoas que precisam de ajuda. Não sei onde Ele quer te levar, mas tenho uma certeza que Ele te ama, e espera para socializar com você, fazer parte da sua conexão, do seu convívio familiar e social. Ele não desiste de você!

Termino dizendo…

Que as redes sociais te faça buscar a santidade e as coisas do céu.
Te traga para perto Dele e de você.
Que ele te transforme, que seja um novo tempo, um novo essencial. 

Fique com Deus. 

Carla Gaspar
Discípula da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Recomeços

A multidão se aglomera, alguém começa a contagem regressiva e, de repente, eles começam a explodir no céu. Eles são lindos, de diversas cores e

Leia mais »
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies