Quem está unido a Jesus produz frutos

O texto de hoje nos convida a refletir sobre a nossa intimidade com Deus, se estamos no caminho certo, realizando boa colheita, se temos produzido frutos.

Deus tem sondado os seus passos, sua vida e nessas linhas quer lhe mostrar o quanto você é importante para Ele, e o quanto Ele quer precisar de você.

Quando temos o primeiro encontro verdadeiro com Deus, chamamos essa experiência de “Experiência com o primeiro amor”. É o momento em que Deus nos encontra no pecado, no vazio, na solidão. Então temos um momento único com Ele, no qual nos propomos a mudar porque Ele nos encontrou.

Na verdade, Ele não nos encontrou, pois Ele já nos sondava, já havia nos separado para Ele, e estava apenas esperando a demonstração que queríamos a presença Dele. Isso é muito lindo em Deus, porque mesmo sem pedir, Ele aguarda o momento correto de nos demonstrar amor.

O encontro com Deus é inesquecível, e geralmente acontece em lugares simples e singelos, da maneira Dele e do modo como Ele prepara. A única coisa que precisamos fazer é desejar a sua presença.

Após o encontro, precisamos continuar esse relacionamento. Cultivá-lo. Não basta sermos encontrado por esse alguém. Para ser algo profundo, existencial, é necessário um diálogo, uma pertença. Quando encontramos uma amizade que vale a pena, precisamos nos “abrir” para ela, levá-la para os acontecimentos do nosso dia-a-dia, para tudo que acontece: passeios, compras, filmes, trabalho… Com Deus também deve ser assim. Caso tenha percebido que não é assim na sua vida, não se desespere. Ainda dá tempo. Deus quer mostrar como fazer parte dos seus dias.

Recolhendo os frutos

A partir do momento que trazemos Deus para perto, o Espírito Santo vai nos moldando de dentro para fora. Coisas simples começam a acontecer. Nosso jeito de falar com as pessoas muda, os nossos maus hábitos, nossas roupas, nossos amigos. Não pense que isso é algo ruim, não! Ao contrário, quando estamos com Ele não perdemos nada, só ganhamos.

Os frutos são vistos, sem precisarmos mostrar. É o próprio Deus quem nos mostra através das pessoas, com palavras e gestos. Ele nos conduz com um amor ciumento.

O dom é o tempo da colheita dos frutos que Deus entrega para ajudarmos outras pessoas. Ele não precisa de nós, mas quer precisar. Algumas vezes começamos a nos engradecer, por isso, Deus nos poda, como veremos na passagem abaixo:

“Avistou de longe uma figueira coberta de folhas e foi ver se encontrava nela algum fruto. Aproximou-se da árvore, mas só encontrou folhas pois não era tempo de figos. E disse a figueira: Jamais alguém coma fruto de ti. E os discípulos ouviram essa maldição.” (Mateus 21,12-17)

Amigo leitor, agora traga isso para a sua vida, e reflita. Talvez, há algum tempo que você caminha com Deus, mas não tenha percebido frutos, a mudança interna não aconteceu, e a exterior também não. Peça em oração, para que Deus te mostre o que esteja barrando essa aproximação sua com ele: inseguranças, medo, desconfianças são apenas alguns dos sintomas das nossas vidas, que não nos deixa caminhar em direção a algo novo. É necessário coragem para sermos sinceros com ele e deixar ele modificar tudo o que para nós estava pronto.

Frutos fecundos

Entretanto, pode ser que você já veja esses frutos, e seu coração se alegre com isso. Continue, não pare! Deus quer mais de você, precisa urgentemente evangelizar as pessoas e que o amor dele chegue a corações que não o conhecem. Esteja atento aos detalhes que ele irá te mostrar.

Hoje é o dia que Deus escolheu amigo leitor, para chamar a sua atenção para estar mais perto dele através da oração diária, independente se você já colha frutos, já o conhece ou não! Faça a experiência de simplesmente o chamá-lo e deixar que se aproxime e transforme cada vez mais a sua vida.

Ele te ama!

Deus o abençoe.

Carla Gaspar 
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Como uma onda no mar

Quantas vezes você começou a fazer uma dieta e parou sem completar um mês na alimentação saudável? Começou a fazer uma atividade física e desistiu?

Leia mais »
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies