Quando rezamos falamos com Deus, quando lemos é Deus que nos fala

rezamos

O que entendo dessa frase de São Jerônimo? Essa afirmação se coloca no contexto das Sagradas Escrituras: “Quando rezamos, falamos com Deus, quando lemos a Bíblia, é Deus que nos fala”, porém podemos alargar esse horizonte. São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja (séc. IV), foi homem de grande cultura, doutor nas Sagradas Escrituras, teólogo, escritor, filósofo e historiador, traduziu pela primeira vez a Bíblia, do hebraico e grego para o latim, a língua falada pelo povo. (Tradução chamada Vulgata, ou seja, popular). Sua biografia é de fácil acesso, deixo o convite para conhecê-la.

De volta à pergunta inicial, o que você entende? Eu farei uma breve consideração do que consigo compreender, porém vale a pena uma reflexão particular, pois ela poderá nos fazer diagnosticar como anda nossa vida de oração, como rezamos.

Destrinchando a frase, convido a um passeio pelas palavras que pode gerar saudáveis questionamentos, autoconhecimento e sincero exame de consciência, que certamente poderá nos ajudar em nosso caminho de conversão.

Quando rezamos?

Interessante parar aqui nesse primeiro passo. Rezamos? Temos dedicado um tempo com qualidade e generosidade a Deus? Temos reservado todos os dias esse momento com o Senhor? Oração é encontro, encontro com “Aquele que sabemos que nos ama”, conforme nos diz Santa Tereza. Porém, ela sabia, e nós? Sabemos que Ele nos ama?

Tempo é vida, é sangue derramado. Quando dizemos que entregamos nossa vida a Deus, estamos efetivamente vivendo em coerência com nossas palavras? Pois bem, se já temos o hábito da oração diária, ótimo! Partamos para o segundo passo:

Quando rezamos falamos com Deus?

Nossa oração é diálogo ou monólogo? Com quem estamos falando? Falamos mesmo com Deus? Se é com Ele que falamos, Ele nos responderá, mesmo que seja uma resposta silenciosa e nós a entenderemos. Porém, se jogamos palavras ao vento, como se Ele não estivesse de verdade presente ou se eu só falo comigo mesmo, tendemos a dar nossas próprias respostas e acreditar que foi Deus, ou então nos desesperar por não ouvir a Sua voz, desanimar e desistir.

Oração é encontro: quanto mais nos encontramos com a outra pessoa, mais a conhecemos, mais sabemos identificar o tom da sua voz e seu jeito de falar.

Pois bem, se ao rezarmos falamos com Deus, ótimo! Terceiro passo:

Quando lemos?

Temos o hábito de ler as Sagradas Escrituras? A liturgia do dia ou um livro espiritual confiável? Lemos? Parece uma pergunta tola, mas não é. Ler é muito mais do que passar o olho pelas palavras, é apreendê-las e entendê-las, é nos descobrir nelas ou não. Toda palavra tem algo a nos dizer, porém mais importante é se eu entendo o que ela me diz, o que eu faço a partir dela, o que faço com ela. Se a Palavra de Deus não se traduzir em vida, se eu a interpretar de acordo com minhas distorções e não com a verdade que ela contém, corro sério risco de me desviar do caminho e me perder mais adiante.

Busco a verdade quando leio? Se já tenho essa busca, ótimo! Quarto e último passo:

Quando lemos é Deus que nos fala?

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus” João 1,1

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós.” João 1,14

Deixamos Deus falar? Ele nos fala por Sua palavra, no fundo do nosso coração. Temos paciência para ouvi-Lo? Se quiser nos falar durante nosso dia, damos atenção a Ele, que nos fala também pelos acontecimentos em nossa vida? Sabemos lê-los? Ou queremos apertar um “botão” e receber uma resposta imediata? Por Sua misericórdia, às vezes Ele responde assim, outras não. Será que deixamos Deus livre para nos responder ou Lhe cobramos uma resposta pré-determinada? Tantas vezes Ele silencia aguardando nossa maturidade auditiva… nossa abertura de coração à Sua palavra. Porém outras vezes é tão pronto em nos socorrer! Ele tudo sabe, e nos conhece perfeitamente.

O que de verdade importa é buscarmos a Deus, que nunca Se negará a quem O procura de coração sincero e aberto.

Deixemo-nos, pois, encontrar com Ele e retiremos todas as interrogações anteriores. Afirmemos junto com São Jerônimo, por experiência de vida, a frase com a qual iniciei e agora termino:

Quando rezamos falamos com Deus, quando lemos é Deus que nos fala.

Rosana Vitachi
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Livro

O Livro que eu sou

Hoje te convido a uma viagem especial, descalce os sapatos e deixe-se levar na estrada das palavras desta breve reflexão. Imagine que seus pés caminham

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies