O seu namoro vai acabar!

namoro

Embora muito se diga por aí, que o casamento é uma instituição falida, nada mudou, a Verdade permanece imutável, não somos mercadorias de vitrine para que possam fazer um “TEST DRIVE” com a nossa vida. Fomos criados para o amor e um amor verdadeiro, de entrega, doação, compromisso e fidelidade, portanto, nenhum namoro dura para sempre, ou ele termina por não ter dado certo ou termina em casamento.

Você que está acomodado com um longo namoro, saiba: o seu par tem o direito de ser amado de forma livre, fiel, total e fecunda, e este amor somente poderá ser exercido dentro do casamento. Portanto, ou você dá ao seu (sua) namorado(a) o que ele merece ou deixa que outro(a) dê, simples assim. Ninguém veio a este mundo para ser parque de diversões do outro, somos cheios de dignidade, preciosos aos olhos de Deus; ninguém tem o direito de rebaixar a nossa dignidade por qualquer motivo que seja.

Você merece ser amado na liberdade!

O namoro é uma fase de autoconhecimento e conhecimento do outro muito importante. Devemos prestar atenção nas nossas reais motivações, vermos se nosso amor está sendo construído na verdade e não em ideais que certamente serão destruídos com o tempo. É necessário partilhar muito, abrir o coração, rezar juntos e lutar para viver a castidade, pois sem castidade fica difícil fazer o amor crescer. Uma relação sexual sem o compromisso eterno do matrimônio é egoísmo, amor próprio, prazer sem compromisso, não reconhecer que o corpo do seu (sua) namorado(a) é templo do Espírito Santo, ou seja, situações avessas ao amor e isso prejudica o amadurecimento do amor e a liberdade da escolha pelo outro.

Você merece ser amado na fidelidade!

O namoro é uma fase de exercitar a fidelidade, no meio de tantas oportunidades, escolhemos uma só pessoa; no namoro precisamos firmar nossa decisão por esta pessoa e ser fiel. Por isso, não cabe em hipótese alguma ficar com gracejos com outras pessoas, ainda que seja apenas para alimentar o ego, pois são brechas para possíveis infidelidades. Não cabe pornografia, provocações, troca de olhares, alimentar desejos nos pensamentos; todas essas coisas fazem a mente se tornar infiel e nos deixa vulneráveis a cedermos às tentações.

Você merece ser amado na totalidade!

O namoro é uma fase para começar a entender a totalidade do amor. Nesta fase começa-se a lidar com a família do(a) namorado(a), com seus problemas pessoais, saúde, defeitos, chatices, bem como as qualidades, gostos, sonhos, preferências, dons e etc.

Você merece ser amado na fecundidade!

No namoro casto tem como exercitar a fecundidade também. Podemos viver a beleza da doação, quando fazemos um elogio, quando fazemos uma surpresa, quando damos um presente, quando damos nosso tempo, quando apoiamos, quando rezamos juntos, quando fazemos novos amigos ou aprofundamos nas amizades existentes, quando traçamos planos juntos, quando aprendemos um com o outro… Tudo isso é fecundidade, que é lógico, não chega nem perto da geração de uma vida, mas é um aprendizado importante, que não pode deixar de existir.

Chega de estudar e vamos nos casar!

Quem vive bem o namoro, conforme sua finalidade, não digo na perfeição, mas buscando fazer a vontade de Deus, chega uma hora em que o casal se sente seguro para dar mais um passo. Mesmo com as misérias, com as fraquezas, o casal percebe que são melhores amigos, confidentes, transparentes, seguros… Neste momento Deus nos dá uma graça especial para avançar, para dar o passo, noivado e depois casamento.

Só no casamento começaremos a colocar em prática a liberdade, fidelidade, totalidade e fecundidade. Já não será mais a “escola do amor” que é o namoro, mas será “ao vivo”, chegará a sua hora de amar com toda a sua força aquele(a) que Deus te confiou! E como o nosso coração se alegra em responder ao chamado de Deus. Acredite, não há felicidade maior, somente quem toma uma decisão em Deus sabe o que significa isso. Que alegria será você olhar para o lado na cama e ver aquele(a) que você escolheu para sempre, que você acolheu totalmente, que você se dá livremente e que juntos vocês poderão gerar vida!

E se não deu?

Amigo(a), deixo aqui uma pergunta: O que é melhor? Um final horroroso ou um horror sem fim?

Lucas Sturion
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies