Nós e nossa sede de infinito

Infinito

Você já ficou se encarando no espelho, pensando como é estranho o fato de você existir? Ou você já sentiu uma sede de algo que não sabe o nome? Uma sede que nem um suco de laranja, nem uma coca gelada ou uma água fresquinha é capaz de saciar! Apresento a você algo que se chama sede de infinito.

Seja no encarar o espelho ou no vazio depois que deitamos na cama, essa sede do infinito só não é eterna, porque será saciada na eternidade, e não é exclusiva de alguém, porque ela acompanha toda a humanidade. Todos nós temos uma marca desejosa de infinito, temos um coração, um corpo e um intelecto insaciáveis, desejosos do Eterno e do Verdadeiro Infinito.

Ao infinito e mais além

Porém, muitas vezes demoramos para entender o que é esse infinito. Muitos filósofos, pensadores e sábios se desdobraram e dedicaram anos de estudo para compreender o porquê do homem, qual é a sua causa primeira e o porquê dele não se saciar. Muitos morreram com essa interrogação, outros chegaram a experimentar um pouco desse infinito aqui na Terra, para depois saborear o Infinito na eternidade.

Essa tendência ao absoluto faz com que o homem queira, mesmo que não saiba disso, transcender e superar o que ele conhece. De maneira prática, o homem não se contenta apenas com aquilo que ele vê, sente ou imagina, o homem quer mais, ele quer e busca possuir uma morada que seja correspondente à amplitude dos seus desejos.

Prática ordinária do infinito extraordinário

Um trabalhador, no fundo, não se contenta apenas com a mecanicidade do seu trabalho, um namorado não se contenta apenas em amar a sua namorada, um juiz não se contenta apenas com as sentenças que profere, nem uma mãe se contenta apenas com o serviço aos seus filhos. Perceba que tudo isso é legítimo, digno e normal. Porém, há no trabalhador, no namorado, no juiz e na mãe corações que ambicionam ser saciados. Cada uma dessas pessoas não é feliz se estiverem sujeitos apenas à precariedade de sua condição.

Um trabalhador precisa transcender e dar o sentido do infinito àquilo que ele faz. O namorado precisa amar a sua namorada, como uma via de se encontrar com o Eterno. O juiz precisa proferir uma sentença como aquele que experimenta a Verdade e a Justiça oriundas do Bom Infinito. A mãe precisa amar, cuidar e zelar pelos seus filhos como uma experiência que ultrapassa o sensível. Todas essas pessoas são movidas para além de si mesmas, são reconhecedoras do infinito que habita nelas.

O infinito cabe em 4 letras

E o nosso Infinito, a nossa eternidade e o Bem supremo é o Senhor nosso Deus, é o nosso Criador. Eu e você fomos criados com um vazio infinito, que sem Deus, nos reduz ao pasmo de ser nada. Em mim e em você, assim como no trabalhador, no namorado, no juiz e na mãe, há uma sede de Deus que é incompreensível e inimaginável. Ai daquele que não descobre isso, que passa uma vida tentando preencher um vazio com mais vazios.

Eu e você, em tudo, precisamos encontrar Deus. Em tudo o que fazemos – quando comemos, pensamos, amamos, rezamos, trabalhamos, nos divertimos e conversamos –, precisamos dar um jeito de encontrar o Senhor, pois só assim seremos verdadeiramente livres e saciados para a eternidade. Para isso, Ele precisa ser o nosso centro.

Feliz daquele que encontra no Senhor o seu Infinito. Feliz daquele que transcende na mesma intensidade com que respira.

Ana Clara Gonçalves
Vocacionada da Comunidade Católica Pantokrator

 

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies