Moda, beleza e a vida espiritual

Beleza

Vamos falar sobre beleza! É possível que tenha chegado até você a notícia de uma grife famosa que começou a comercializar tênis com aparência de velho, bolsas que lembram sacos de lixo, além de outros itens um tanto estranhos e com preços na casa dos milhares de reais.

Certamente ao olhar para os itens citados você pode pensar “coisa horrorosa e cara, jamais gastaria dinheiro com isso”, ou ainda pode achar absurdo as pessoas fazerem esse tipo de coisa.

Bom, isso já revela que de uma forma ou de outra a beleza importa. E ela não é subjetiva e nem venha com essa de que “a beleza está nos olhos de quem vê”, porque isso é uma brecha para a relativização do belo. E o que tudo isso tem a ver com a vida espiritual? Tudo a ver!

O homem foi feito e aspira por viver aquilo que é bom, belo e verdadeiro, mas ao longo do tempo e das revoluções culturais no mundo, isso foi sendo perdido e relativizado. Os ditadores da moda cada vez mais introduzem conceitos que buscam a quebra de tabus e padrões de beleza. Com isso, dizem que tudo é belo, mas, se tudo é belo, nada é belo. Perde-se a referência e o caos toma conta. Roupas rasgadas e manchadas, tênis velho, saco de lixo usado como bolsa, e assim a desordem passa a ser o comum.

A beleza salvará o mundo! 

Não caiam nessa armadilha meus caros amigos. A beleza importa sim e como bem disse Dostoievsky, “a beleza salvará o mundo!”. E aqui me refiro a todas as áreas da nossa vida, como a beleza no lar, nas roupas que vestimos, na maneira como nos portamos, na liturgia que celebramos e tudo mais.

Nossa vida espiritual está intimamente ligada a beleza, isso porque o belo nos atrai para aquilo que nos transcende, nos eleva para os grandes ideais e é um refúgio deleitoso contra o caos e a feiura da nossa condição de pecadores. Aquilo que é verdadeiramente belo reacende em nós a chama da esperança de um céu que há de ser alcançado por nós algum dia.

Quando nos deixamos levar pelos modismos, pelos padrões estabelecidos pela engenharia social daqueles que pregam que Deus está morto, simplesmente infligimos mais uma chaga no corpo de Cristo que já foi tão ferido por nossos pecados.

Um remédio contra isso é pedirmos ao Espírito Santo que nos dê a virtude da modéstia e da temperança, para que não tenhamos medo de cultivar a beleza no nosso dia a dia, sem relativismos ou escrúpulos descabidos.

Porque é o criador da beleza que fez essas coisas

A Sagrada Escritura no livro da Sabedoria já nos ensina: “Se tomaram essas coisas por deuses, encantados pela sua beleza, saibam, então, quanto seu Senhor prevalece sobre elas, porque é o criador da beleza que fez essas coisas. Se o que os impressionou é a sua força e o seu poder, que eles compreendam, por meio delas, que seu criador é mais forte; pois é a partir da grandeza e da beleza das criaturas que, por analogia, se conhece o seu autor.” Sb 13, 3-5

Não tenham medo meus amigos de ir contra a ditadura do mundo que prega o absurdo e a feiura ou pior ainda, a relativização do que é bom, belo e verdadeiro. Tenhamos a coragem de chocarmos o mundo com a beleza de Deus em nossas vidas.

Que o Bom Deus nos abençoe e a Virgem Santíssima nos guie nesse caminho de testemunharmos alegria da simplicidade e beleza no cotidiano.

 

Fernanda Guardia
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Vinho

SEM VINHO, SEM VIDA!

Deus escolheu o vinho. De tantas e tantas possibilidades de milagres para iniciar sua vida pública, Jesus optou por transformar água em vinho. Já parou

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies