Lembre-se sempre das promessas de Deus

Promessas

Se fôssemos capazes de acessar em nossa memória as palavras, as promessas que Deus já nos fez na caminhada que temos com Ele, ficaríamos surpresos com tanta bondade e não vacilaríamos em nossa fé.

“Não percais esta convicção a que está vinculada uma grande recompensa, pois vos é necessária a perseverança para fazerdes a vontade de Deus e alcançardes os bens prometidos. Ainda um pouco de tempo – sem dúvida, bem pouco –, e o que há de vir virá e não tardará. ‘Meu justo viverá da fé. Porém, se ele desfalecer, meu coração já não se agradará dele (Habacuc 2,3s)’. Não somos, absolutamente, de perder o ânimo para nossa ruína; somos de manter a fé, para nossa salvação!” (Hebreus 10,35-39).

Infelizmente temos memória curta para aquilo que Deus nos diz; esquecemo-nos das promessas do Senhor, tantas vezes, com a mesma facilidade com que nos esquecemos das promessas que fazemos para Ele.

Quantas promessas você já fez a Deus e deixou de cumprir, simplesmente por ter se esquecido?

Contudo, se temos uma memória fraca, saibamos que Deus Se lembra sempre do que promete. No Livro de Números 23,19, lemos: “Deus não é homem para mentir, nem alguém para se arrepender. Alguma vez prometeu sem cumprir? Por acaso falou e não executou?”

O nosso Deus é assim, um Deus de promessas, um Deus de aliança.
Saiba que tudo o que Ele prometeu a seu respeito, Ele cumprirá. Acredite!

Nas Sagradas Escrituras lemos incontáveis promessas que o Senhor nos fez. Aqui, podemos relembrar de alguma delas:

• “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mateus 28,20).
• “Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede” (João 6,35).
• “Depois de ir e vos preparar um lugar, voltarei e vos tomarei comigo, para que, onde eu estou, também vós estejais” (João 14,3).
• “Farei de ti uma grande nação; eu te abençoarei e exaltarei o teu nome, e tu serás uma fonte de bênçãos” (Gênesis 12,2).
• “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua família” (Atos dos Apóstolos 16,31).
• “Invoca-me, e te responderei, revelando-te grandes coisas misteriosas que ignoras” (Jeremias 33,3).

Precisamos nos lembrar, fazer memória do que o Senhor nos prometeu, e permanecer nas promessas de Deus, mesmo nas contrariedades da vida, pois é nesses momentos, justamente, que, com muita facilidade, nos esquecemos, esmorecemos e até perdemos a fé.

Para nós, que confiamos em Deus, quanto mais contrariedades, adversidades e sofrimentos, mais precisamos nos lembrar do que Ele disse, pois Suas promessas nos dão esperança, como nos ensina o Livro das Lamentações:

“A lembrança de meus tormentos e minhas misérias é para mim absinto e veneno. A pensar nisso sem cessar, minha alma desfalece dentro de mim. Eis, porém, o que vou tomar a peito para recuperar a esperança. Het: É graças ao Senhor que não fomos aniquilados, porque não se esgotou sua piedade. Cada manhã ele se manifesta e grande é sua fidelidade. Disse-me a alma: o Senhor é minha partilha, e assim nele confio. Tet: O Senhor é bom para quem nele confia, para a alma que o procura. Bom é esperar em silêncio o socorro do Senhor” (Lamentações 3,19-26).

Mesmo quando não enxergamos o Senhor, precisamos crer que Ele está conosco e que ouve nossa oração, pois nossa fé não se baseia no que vemos ou sentimos, mas nos dá a certeza do que justamente não vemos (cf. Hebreus 11,1).

O que fazer, então, para alcançar as promessas de Deus?

“… vos é necessária a perseverança para fazerdes a vontade de Deus e alcançardes os bens prometidos” (Hebreus 10,35)

Perseverar, como nos ensinam os dicionários, significa: persistir, ser constante; permanecer, conservar-se, continuar, ficar, permanecer, ser fiel.

Somente quem persevera consegue fazer a vontade de Deus e alcança os bens prometidos. Aquele que desiste no meio do caminho, que abandona a vontade de Deus, não alcança as promessas, porque se agarra a outras coisas, busca promessas fáceis.

Fé ancorada nas promessas
Nossa fé deve estar ancorada nas promessas, mas, de forma mais específica, na promessa de que o Senhor está sempre conosco e não nos abandona nunca, como vemos em Isaías 49,14-16:

“Sião dizia: ‘O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-me’. Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca. Eis que estás gravada na palma de minhas mãos, tenho sempre sob os olhos tuas muralhas.”

Para nós, Deus tem reservadas “coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64,4), tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (1Coríntios 2,9).

Perseveremos, cheios de fé, e alcançaremos tudo o que Deus prometeu para nós, considerando que “… nenhum daqueles que confiavam no Senhor foi confundido. Pois quem foi abandonado após ter perseverado em seus mandamentos? Quem é aquele cuja oração foi desprezada?” (Eclesiástico 2,11-12).

Se nossa fé é ainda vacilante e pequena demais, peçamos, como os apóstolos: “Aumenta-nos a fé!” (Lucas 17,5), e Ele, autor e consumador da fé (cf. Hebreus 12,2), atenderá nossa oração.

Edvandro Pinto
Consagrado da Comunidade Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Tempo

O Tempo

Como diz o Livro do Eclesiastes, capítulo 3, há um tempo para cada coisa, tempo de nascer, plantar, de esperar, de colher etc. Isso é

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies