Escolhi esperar, mas tenho pressa

Esperar

Não! Esse não é um texto sobre “esperar” um José ou uma Maria, mas não deixe de ler, talvez te ajude de alguma forma se foi isso que veio buscar. Hoje quero falar da espera em todos os aspectos da nossa vida, quero partilhar minha experiência nessa aventura cheia de esperas.

Geralmente sou uma pessoa ansiosa e intensa na vivência das coisas e o lado ruim disso é que fico meio impaciente com as demoras, seja de Deus, das pessoas, dos meus limites, do ônibus, de qualquer coisa.

Outro dia fechei a porta do carro no dedo, imaginem a dor…tomei um remédio e tinha que esperar ele fazer efeito. Aquela dor horrível e eu não tinha o que fazer, só esperar! Claro que fiquei impaciente com aquilo e com raiva da minha distração que causou aquela dor, mas no meio dessa confusão interior ouço o Espírito Santo dizer “É assim que você quer ganhar o céu? Se desesperando, caindo na impaciência diante dos menores sofrimentos? E se fosse a Cruz? Quer desistir? ”

Naquela hora percebi o quanto eu deixo de amar e tudo ofertar a Deus nos pequenos sacrifícios. Percebi uma tendência de viver uma espera de maneira errada. Eu escolhi esperar tudo de Deus então ok; mas não espero em Deus e com Deus, espero comigo mesma, escolhi esperar mas tenho pressa e essa pressa me rouba de contemplar o Deus que me acompanha desde o início até o fim do caminho.

A pressa me impede de contemplar a presença de Deus na minha vida

A pressa me faz olhar para o objetivo ainda não alcançado e desanimar; a pressa me faz desprezar, ser indiferente e impaciente com as pessoas que estão a minha volta; a pressa me faz querer logo o céu, mas me deixa esquecer e ignorar que é preciso passar pela cruz e morrer.

O Deus que me ama até o ciúme, manifesta Sua misericórdia comigo em todas as situações, usou de uma dor física para revelar-me como lido com minhas dores e sofrimentos da alma, Ele tem pressa na minha salvação Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” 2 Pedro 3:8,9

Essa experiência ensinou-me a ter um novo olhar para as demoras da minha vida, me ensinou que diante da dor e sofrimento de esperar algo eu devo olhar o Deus que me acompanha e viver com Ele esse momento, seja oferecendo a dor de um dedo machucado sem reclamar, seja louvando as oportunidades de fazer da terra o céu enquanto não chego até lá ou simplesmente dizer ao toque do despertador às 5h30 “Senhor eu queria dormir mais um pouco, mas se queres assim #tamujunto!”

Pode ser que eu me esqueça disso em algum momento e volte a cair na impaciência e pressa, mas tudo bem, como diria ainda Teresa “Nem sempre sou fiel, mas não desanimo nunca, abandono-me nos braços de Jesus. ”

Que o Bom Deus, e Maria nossa mãe continuem nos abençoando e nos ensinando a viver bem a “espera” nessa aventura de Ser de Deus.

Fernanda Guardia
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Tags:

  ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●    ●  

Compartilhe:
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies