Como é para você esperar na Providência Divina

Providência

É comum nos depararmos com belíssimos testemunhos de como Deus ajudou em uma necessidade, seja um emprego, uma ajuda financeira, o médico certo para determinada situação, ou, popularmente falando, a pessoa certa, na hora certa, no lugar certo. Todas essas manifestações de ajuda de Deus, costumamos chamá-las de providência divina. Mas você já parou para pensar sobre qual a real dimensão disto em nossas vidas, ou ainda, se, em algum momento em que foi preciso tomar uma decisão, você confiou nesta providência?

No parágrafo 319 do Catecismo da Igreja Católica, vemos que “Deus criou o mundo para manifestar e comunicar a sua glória. Que as criaturas partilhem da sua verdade, da sua bondade e da sua beleza – eis a glória para qual Deus as criou”. No entanto, não estamos prontos para atingir esta glória, mas é necessário caminharmos para alcançá-la e, em sua misericórdia, Deus não nos deixaria simplesmente trilhar este caminho sozinhos. Assim, chegamos à definição de providência que a Igreja nos ensina: “A Divina Providência consiste nas disposições pelas quais Deus conduz, com sabedoria e amor, todas as criaturas, para seu último fim”. (CIC, §321)

Desígnio de Deus para nós 

O que o Catecismo quer nos dizer é que Deus faz todas as coisas para atingirmos o desígnio que Ele tem para nós. Com isso, passamos a dar um sentido mais profundo à manifestação da providência em nossas necessidades, pois não é apenas para termos mais que Deus nos ajuda, mas é para sermos mais do que Ele quer de nós. Desta forma, passamos a entender que é possível incluir aqui todo tipo de necessidade, seja ela material ou não. É a providência divina a força de que precisamos para lutar contra nossos pecados, as virtudes que nos levam a um equilíbrio. De um jeito simples, podemos dizer que a providência é Deus manifestando a Sua vontade por nós.

Poderíamos pensar então que, se Deus nos criou para compartilharmos de sua glória e Ele faz de tudo para chegarmos a este fim, então o caminho está fácil, basta que eu espere e, em algum momento, a providência divina com certeza vai se manifestar e me ajudará no que for preciso. Ainda que esta ideia soe com um pouco de exagero, é importante ficarmos atentos, pois muitas vezes este tipo de pensamento está inconsciente dentro de nós e não percebemos que temos uma atitude passiva em relação à providência.

Em nada a providência tem a ver com deixar as coisas caírem do céu. Deus pode realizar milagres extraordinários e, em cada situação, se for de Sua vontade, assim Ele fará. Mas precisamos sempre atentar no ordinário do dia a dia. Ainda no Catecismo da Igreja Católica, encontramos o seguinte texto: ”A criação tem a sua bondade e sua perfeição próprias, mas não saiu totalmente acabada das mãos do Criador. Foi criada em estado de caminho (in statu viae) para uma perfeição última ainda a atingir e a que Deus destinou.” (CIC, §302). Este estar em estado de caminho é exatamente a providência de Deus se manifestando, de uma forma que nos faça participantes na realização do desígnio último de Deus por nós.

Com todas essas coisas, percebemos então que providência é o meio pelo qual Deus manifesta a sua vontade de participarmos de sua glória e o meio pelo qual Ele nos leva a atingirmos este desígnio. Dentro da espiritualidade da Comunidade Pantokrator, isso pode ser chamado ainda de amor ciumento: “O Pai, em seu amor incomparável, lança sobre nós um olhar devorador que nos deseja até o ciúme. Recolhe-nos sob Suas asas numa atitude de posse incomunicável.” (RVESP §05).

Tiago Marques 
Discípulo da Comunidade Católica Pantokrator 

Compartilhe:
WhatsApp Image 2022-11-16 at 00.03.22
Faça a sua doação e ajude a manter a nossa comunidade ativa e próspera

Conteúdos Relacionados

Livro

O Livro que eu sou

Hoje te convido a uma viagem especial, descalce os sapatos e deixe-se levar na estrada das palavras desta breve reflexão. Imagine que seus pés caminham

Leia mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies
Ao continuar a navegar ou clicar em "Aceitar todos os cookies", você concorda com o armazenamento de cookies próprios e de terceiros em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing.
Políticas de Cookies
Configurações de Cookies
Aceitar todos Cookies